Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \28\UTC 2010

Na teoria, folk e erudito são estilos divergentes. Mas, na prática, há quem consiga junta-los em um primoroso paradoxo.

A dinamarquesa Agnes Obel tem um som intimista que às vezes lembra o som melancólico de Elliott Smith. Aliado a essa abordagem acústica, Agnes junta uma sonoridade mais erudita, fazendo um som simples e orgânico. Há pitadas de Philip Glass e algo que remete aos trovadores da idade média. Não há referências diretas a blues e jazz.

O álbum de estreia, Philharmonics, inicia com uma faixa instrumental, apenas piano. Contudo, o restante do álbum é construído em volta da voz sussurrada e doce de Agnes com um piano minimalista. É o caso da canção Riverside, em que canta sobre a margem de um rio, soando como uma floresta sob uma neblina fria e densa.

O site New Album Releases (indico assinarem o RSS!) disponibilizou links para download do disco. Recomendo!

Anúncios

Read Full Post »

justaposição

Arnaldo Antunes – Envelhecer

 

Glenn Gould – Goldberg Variation (versão de 1955 e 1981)

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: